Pois é isso mesmo, o buldogue francês é a raça preferida dos paulistanos. Tyson, (na foto ao lado), com 1 ano e 9 meses contrariou as expectativas de todos. Quando chegou para uma família paulistana, todos estavam preparados para um verdadeiro caos: destruir móveis e morder a casa inteira. Era essa a fama da raça. Porém a chegada do peludo contrariou e muito as expectativas da família. Ele se adaptou facilmente e não é de latir, mesmo morando em apartamento.

Pois é isso mesmo, o buldogue francês é a raça preferida dos paulistanos. Tyson, (na foto abaixo), com 1 ano e 9 meses contrariou as expectativas de todos. Quando chegou para uma família paulistana, todos estavam preparados para um verdadeiro caos: destruir móveis e morder a casa inteira. Era essa a fama da raça. Porém a chegada do peludo contrariou e muito as expectativas da família. Ele se adaptou facilmente e não é de latir, mesmo morando em apartamento.

O frenchie, como é chamado por seus admiradores, gosta mesmo é de atenção e carinho. Por seu perfil de cão de companhia, caiu no gosto das famílias paulistanas, tornando-se o cachorro com o maior número de inscrições no Kenel Clube de São Paulo.

O primeiro registro da raça data de 1885, em Paris, nessa época era um cão muito comum, circulava entre os comerciantes, mas, por apresentar porte físico chamativo, começou a se tornar querido também pelas famílias mais abastadas.
Apesar de relativamente pequeno, faz parte da família dos braquicefálicos, ou seja, cães que têm focinho achatado, o que o torna mais propenso a problemas respiratórios, principalmente no calor, pois ele não troca o ar quente pelo frio com a facilidade de um cão de focinho longo.

Por isso, se você estiver interessado em ter um buldogue francês você precisa lembrar:

  • Passeios, só pela manhã e no fim do dia, quando a temperatura está amena;
  • Em casa, vale ter ventiladores ou ar-condicionado para os dias mais quentes;
  • O tutor também deve evitar danos na coluna do cão, que podem acontecer ao dar um tranco no passeio ou em um pulo mais brusco no sofá;
  • Priorizar alimentação super premium, que ajuda a evitar a queda excessiva de pelos e as dermatites.

No mais, os donos garantem que vale todo o investimento – de tempo e de dinheiro, afinal é um cachorro dócil, brincalhão, que quer sempre estar junto.

Raio-x da raça

País de origem: França
Temperamento: Alegre, ativo, apegado ao dono
Porte: Pequeno (até 14 kg)
Vive em apartamento? Sim
Preço médio: R$ 6.000

×

Olá!

Para agendamento de consultas, via WhatsApp, clique no botão abaixo ou envie-nos um email para mensagem@oncocane.com

× WhatsApp (11) 94024 5599